ALHO

Posted by   on

ALHO POR Mariana Prado Nutricionista

  alho cujo nome cientifico é Allium Sativum, é uma planta herbácea, originária da Ásia e da Europa, cujo bulbo é fortemente aromático. É um condimento conhecido universalmente, sendo usado em larga escala na culinária do mundo...
O
Foram identificados centenas de fotoquímicos bioativos, sendo os de maior destaque os compostos sulfurados, como a aliina, alicina, dialil sulfeto, dentre outros. Esses componentes são os que se destacam como benéficos para a saúde humana e que promovem o odor característico. Além disso, a grande quantidade desses componentes presentes no alho diferencia-o dos outros vegetais pertencentes do mesmo gênero Allium.
Além desses componentes sulfurados, encontram-se outros nutrientes na composição nutricional do alho, como proteína, carboidrato, fibra, fósforo, potássio, vitamina B6 e etc.

O alho tem como característica positiva, fortalecer o sistema imunológico, combate a prisão de ventre, gases, ajuda a regularizar o colesterol, tem ação antioxidante, ação anticoagulante, entre outros.
Na hora de comprar o alho, é importante observar que uma cabeça mais firme indica um alho mais fresco, o mesmo deve ser mantido em um lugar seco e não no refrigerador. Quando a cabeça de alho estiver muito macia, significa que o mesmo não está fresco e é melhor não utilizá-lo. Fique atento com a data de validade quando já estiverem embalados.
A maioria dos componentes sulfurados não está presente nas células intactas, ou seja, quando o alho é amassado, partido ou cortado vários de seus componentes sulfurados são liberados no interior da célula vegetal. Para que o alho tenha esses efeitos positivos, deve ser deixado em repouso por 10 minutos antes do preparo, tempo suficiente para a ação dos seus compostos. Após esse tempo de repouso pode ser adicionado as preparações como de costume.
A melhor forma de consumo é o alho cru, seguido pela forma assada, desidratada e a última opção seria o alho frito.
É preciso ficar atento com as quantidades, nada em excesso faz bem. Um alto consumo de alho, pode causar náuseas, vômitos, azia, diarréia e etc. A quantidade a ser consumida para se obter algum benefício a saúde, ainda não foi determinada, tendo como dica um consumo moderado do alimento.
Mariana Prado Barbosa
Nutricionista Clínica – CRN 24 624
Formada no ano de 2007, pela Universidade de Taubaté – UNITAU
Cursando Pós Graduação em Fitoterapia, Suplementação e Alimentos Funcionais na Prática Clínica.

Nenhum comentário:
Escreva um comentários

Deixe seu comentário, será muito bem vindo!

Faça você também parte do Ponto e anuncie conosco - Ponto Sistema de Marketing
Receba nossas Novidades