Alergias Alimentares por Mariana Prado

Posted by   on

Alergias Alimentares um risco à Saúde


Alergias Alimentares (AA), é definida como uma resposta imunológica adversa aos alérgenos alimentares.


As hipersensibilidade alimentares, geralmente usada como sinônimo de AA, pode ser definida como uma reação clínica adversa, reproduzível após a ingestão de alérgenos presentes nas proteínas dos alimentos, mediada por uma resposta imunológica anormal.

A prevalência de doenças alérgicas em crianças e adultos jovens, aumentou drasticamente nas últimas décadas, e as alergias alimentares (AA) são parte desse aumento. Os riscos ao bem estar aumentam a medida que os alimentos consumidos em uma população, são cada vez mais processados e complexos.

As Alergias Alimentares são bem mais comuns no grupo pediátrico do que em adultos.

A imaturidade da barreira mucosa intestinal, vem sendo apontada como um dos mecanismos que poderia explicar a incidência mais alta de AA em lactentes e crianças.

Um diagnóstico preciso é essencial para o manejo correto da AA. O diagnóstico da AA baseado na história obtida dos pais é impreciso na maioria dos casos. A eliminação de um antígeno fortemente suspeito durante algumas semanas, é geralmente usada na prática clínica, para auxiliar no diagnóstico de AA, mas essa prática não é cem por cento fidedigna, tendo a necessidade de um exame mais profundo, para obter um diagnóstico confiável.

As reações de hipersensibilidade dos alimentos podem ser classificadas de acordo com o mecanismo imunológico. Sendo as mais comuns as dermatites atópicas, urticárias, vômitos, diarréia, asma, rinite e etc.

A alergia alimentar por leite de vaca, ovo, trigo e soja, desaparecem geralmente na infância, ao contrário das alergias a amendoim, nozes e frutos do mar, que podem ser mais duradouras e muitas vezes por toda a vida. As reações podem acontecer em qualquer idade, mesmo a primeira exposição ao alimento.

As reações adversas aos aditivos são raras, abaixo de 1%. Os adtivos mais implicados em reações são os sulfitos, glutamato monossódico e a tartrazina.

Em indivíduos saudáveis a ingestão de alimentos determina um estado de tolerância, fato que não ocorre em indivíduos susceptíveis, nos quais a um há uma resposta TH2 bem definida.

São identificados como principais alérginos responsáveis em alergias alimentares em crianças: o leite de vaca, ovo, trigo, milho, amendoim, soja, peixes e frutos do mar.

As doenças alérgicas são complexas e multifatoriais, seu aparecimento e expressão clínica dependem da interação entre fatores genéticos e ambientais.

O aleitamento materno exclusivo, sem a introdução do leite de vaca, de fórmulas infantis a base de leite de vaca e de alimentos complementares até os 6 meses tem sido ressaltado como eficaz na prevenção no aparecimento de sintomas alérgicos.

Tem estudos que recomendam, durante o período de aleitamento materno e até os 12 meses de vida, a eliminação de nozes, castanhas, amendoins da dieta materna. Outros estudiosos recomendam ainda exclusão adicional de leite de vaca, ovos e peixes.

Dentre as várias AA citadas, a mais comum é a alergia por leite de vaca, sendo a mesma uma doença quase exclusiva do dos lactentes e da infância, raramente descrita na adolescência. É frequentemente descrita nos primeiros 2 a 3 meses de idade, e quase sempre desaparece após o quarto ano de vida. Estudos mostram que na mesma família a alergia ao leite de vaca pode apresentar manifestações clínicas diferentes e que as crianças com esses tipos de alergias podem desenvolver outros processos, como eczema e asma.

Uma microbiota intestinal desbalanceada causa alterações como a diarréia associada a infecções ou ao tratamento por antibióticos, alergia alimentar, o eczema atópico, doenças inflamatórias intestinais e artrite. Assim sendo, a correção das propriedades de uma microbiota autoctona do desequilíbrio constituí-se a base da terapia por probióticos.

Mas seja qual for sua alergia, é imprescindível a procura por ajuda profissional. A busca por um médico e nutricionista, pode e muito, colaborar com um tratamento fiel a alergia específica.

Nenhum comentário:
Escreva um comentários

Deixe seu comentário, será muito bem vindo!

Faça você também parte do Ponto e anuncie conosco - Ponto Sistema de Marketing
Receba nossas Novidades