E O QUE É QUE EU VENHO FAZER? por Ruth Botelho

Posted by   on

E O QUE É QUE EU VENHO FAZER?


Ruth Guimarães

Escrevo Estas palavras para aqueles que dizem que o mundo não endireita.

Pois o povo está pedindo ensino.

Como muitos milhões de pessoas estive assistindo pela TV a um milagre do padre Marcelo Rossi. Estou falando do milagre de pôr na rua, rezando, cantando e pulando, mais ou menos seiscentas mil pessoas, apenas para assistirem a um ritual cotidiano conhecido e repetido há mais de mil anos, sem novidade nenhuma, nem chamariz da propaganda: a missa de domingo, que não promete sorteio de um milhão, nem de carro zerinho como prêmio.


Mas há um segundo milagre, o mais importante, a verdadeira lição a ser aprendida nessas missas de grande concorrência popular.

Todos nós sabemos nas aglomerações o que acontece. Vejam o noticiário de jogos de futebol! Vão ali pertinho ver o jogo dos compadres! Há tanta violência e tanto mau humor e tanto transbordar de ressentimento e de malignidade, que quase toda gente que se preze deixou de ir a essas festas públicas. É verdade que para ir aos rituais religiosos a carga de humanos defeitos é menor. Que não se toma partido entre São Brás e Santa Ifigênia, entre São Pedro e São Paulo como entre Corinthians e Palmeiras.

Mas é gente que ali está. Pois dessas tantas mil pessoas não se viu, extraordinariamente, nenhuma negativa manifestação. As criaturas encheram demais as ruas, muitas não puderam alcançar a sua condução, tiveram de agüentar um sol candente enquanto um lento escoar (depois de terem estado um século em pé) permitisse a volta pra casa. Sem brigas, sem palavrões, sem um empurrão.

Que o Padre Marcelo é dono de um grande carisma, ninguém nega. Que tem o apoio tanto da igreja como da TV Globo, é o que se vê.

Qual a força desse sacerdote? Em primeiro lugar é um homem sincero. Depois é um homem singelo, primário, o que o coloca entre o povo, fazendo parte desse mesmo povo, tendo as suas crenças e as suas aspirações. Um Antônio Conselheiro paulistano, um jovem padrim Circo da Paulicéia.

Qual a sua Pedagogia? O que ele ensina é ouvido e amado, é entendido e obedecido. Pois todos viram e ouviram. Continuam todos vendo e ouvindo. Consiste em quatro palavras:

VAMOS LOUVAR O SENHOR!

Há todo um compêndio de didática nessas palavras. Dizem o que fazer, a quem fazer, como fazer.

O que fazer?: Louvar. A quem fazer?: ao Senhor. Como?: Ora, gente! Quem não sabe de que maneira louvar a Deus? De bem com a vida, e com amor ao próximo.

E ainda há um terceiro questionamento. O Padre Marcelo, sem vaidade, é absolutamente impermeável ao respeito humano exagerado, ao medo do que vão dizer, que impede a muitos o realizarem o que é importante e bom para a alma.

Vamos repetir a sua pergunta:

-         O que é que eu venho fazer?

E a resposta nos fará melhores:

- Eu venho louvar o Senhor.

Nenhum comentário:
Escreva um comentários

Deixe seu comentário, será muito bem vindo!

Faça você também parte do Ponto e anuncie conosco - Ponto Sistema de Marketing
Receba nossas Novidades