Conhecendo os efeitos nocivos do álcool na saúde

Posted by   on

 

Conhecendo os efeitos nocivos do álcool na saúde -por Dr. Paulo Moreira Miguel 

 

Dentro de nosso organismo, o álcool possui um efeito sedativo que age diretamente no sistema nervoso autônomo, (que controla funções como a respiração, circulação do sangue, controle de temperatura,digestão e o equilíbrio das funções de todo o corpo), provocando relaxamento nos músculos...

Compreendendo este fato, fica mais fácil entender o porquê das pessoas embriagadas pelo álcool falarem de forma tão lenta e confusa ou, até mesmo, caírem no sono quando bebem além da conta. 
Entretanto, em pequenas doses, a influência da bebida alcoólica geralmente pode ser um pouco estimulante pelo fato desta relaxar a tensão diária e de fazer com que as pessoas se sintam mais abertas com os outros. O que a grande maioria das pessoas que bebem não sabem, é que o maior problema com o álcool são os efeitos psicológicos causados por ele. 

A bebida alcoólica pode interferir drasticamente no funcionamento da memória, fato que ocorre frequentemente com pessoas que bebem exageradamente por um longo período de tempo. Esta interferência faz com que as pessoas dominadas por este vício percam completamente sua capacidade de armazenar suas memórias recentes. Esta condição é conhecida como síndrome de Korsakoff, e pode ser muito perturbadora. Além disso, o álcool também prejudica a capacidade de julgamento, ou seja, independente da pessoa ter bebido muito ou pouco, ela apresentará falhas em sua coordenação motora que geralmente não apresentaria se estivesse sóbria; contudo, ela terá a sensação de que nada lhe sai do controle. 

O fato acima explica claramente o porquê de muitos acreditarem que estão em condições de dirigir mesmo após terem bebido. Porém, este é um grande erro, pois se aqueles que bebem, inclusive em pequenas doses, não conseguem perceber nenhum de seus erros, certamente serão incapazes de perceber seus erros ao dirigir, e estes, podem ser fatais. Além dos malefícios já citados, há um outro bastante preocupante: a dependência que álcool pode causar. 
Esta dependência é conhecida como alcoolismo e se caracteriza por uma obsessão gradativa pela bebida que se instala lentamente no indivíduo até, nos últimos estágios, dominá-lo inteiramente.

Atacando uma em cada dez pessoas que bebem, o alcoolismo atinge indistintamente homens e mulheres, jovens e velhos, brancos e negros, ateus e religiosos, intelectuais e analfabetos, pobres e ricos, além de causar, pelo seu comportamento imprevisível, desajustes, angústias, privações e sofrimentos a todos aqueles que o cercam. Embora ainda seja visto por muitos como um vício, o alcoolismo é uma doença. 

Uma terrível e fatal doença, colocada pela Organização Mundial de Saúde como um flagelo imediatamente abaixo do câncer e dos distúrbios cardíacos, entres as causas mais frequentes em óbitos em todo o globo terrestre. Incurável, progressiva e de terminação fatal, leva seu portador inexoravelmente à loucura ou à morte prematura. Algumas doenças provocadas pelo consumo de álcool: cirrose hepática, hepatite, fibrose, anemia, aumento de pressão sanguínea, lesões no pâncreas e estômago, entre outras.


======= 
 Dr. Paulo Moreira Miguel

PSICOLOGO CLINICO – CRP 06/6.311
PSICANALISTA - APVP 01911.01-SP
 

POS GRADUADO:
Psiquiatria E Dependencia Quimica

Familia e Casal, HOMEOPATIA e
MEDICINA PSICOSSOMÁTICA

Nenhum comentário:
Escreva um comentários

Deixe seu comentário, será muito bem vindo!

Faça você também parte do Ponto e anuncie conosco - Ponto Sistema de Marketing
Receba nossas Novidades